top of page

Pesquisadores da USP desenvolveram ferramenta que usa inteligência artificial que detecta fake news




Pesquisadores do Instituto de Ciências Matemáticas da Universidade de São Paulo (USP) de São Carlos desenvolveram um algoritmo que, segundo os experimentos, consegue identificar fake news, com 96% de precisão.


Ainda em fase experimental, a plataforma é um Projeto do Mestrado Profissional em Ciência de Dados, da disciplina de Probabilidade e Estatística, com direção dos doutorandos Marcos Jardel Henrique e Daniel Camilo Fuentes Guzmán, sob a coordenação do professor Francisco Louzada Neto e execução dos acadêmicos Davi Keglevich Neiva, Rhenan Queiroz, Gilsiley Henrique Darú, Luiz Guilherme Giordani e Vitor Buzinaro.



A ferramenta tem por objetivo a realização de uma análise concreta, feita por meio de inteligência artificial, à avaliação subjetiva que as pessoas fazem quando avaliam a veracidade de um texto jornalístico.


O método de consulta da veracidade da notícia é feito através do site Detector de FAKENEWS Versão 1.03, basta colar um trecho do conteúdo em "Texto para Verificação" e clicar no botão "Verificar". O classificador é realizado com base em informações estatísticas e treinado artificialmente com um banco de dados da USP, que contém cadastradas mais de 100 mil notícias, sendo 50% falsas e 50% verdadeiras.


“Identificamos palavras, expressões e estruturas comuns em notícias falsas. O texto mentiroso c


ostuma apelar para a emoção do leitor, é opinativo e carrega um tom de urgência. Esses padrões, junto com algumas palavras que costumam sempre aparecer em textos enganosos, são os sinais que o computador localiza e classifica”, detalhou o coordenador do projeto, Francisco Louzada.


"Nós colocamos os modelos para analisar mais de 100 mil notícias publicadas nos últimos cinco anos. Depois, confrontamos a plataforma com uma base de textos com informações falsas ou ve


rdadeiras", continuou Louzada.


Após a finalização dos primeiros testes, a ferramenta continuará recebendo constantes atualizações e melhorias, especialmente durante as eleições marcadas para outubro de 2022, até porque as notícias falsas se adaptam e mudam com o passar do tempo.


O Detector de FAKENEWS Versão 1.03 é um grande avanço da pesquisa científica brasileira e de extrema importância no combate de informações falsas.

Para continuar atualizada e atualizado, não perca nenhum post do nosso blog!




Kommentare


bottom of page