O que é SEO?

Atualizado: Jun 18


Por Pedro Figueiredo*




Todo mundo que se aventura pelo mundo digital ouve falar de SEO, mas muita gente não sabe exatamente o que é isso. Se esse é o seu caso, não se preocupe, estamos aqui para ajudar! Neste texto, vamos explicar o que esse tal de SEO e mostrar algumas das práticas mais recomendadas para o seu site.


SEO é a sigla para Search Engine Optimization, o que em português seria algo como Otimização para Mecanismos de Busca. Mecanismos de busca são ferramentas como Yahoo, Bing e, a mais importante hoje, Google. Eles funcionam basicamente como grandes bibliotecas de páginas de domínios publicados na internet, onde podemos buscar qualquer coisa através de frases ou palavras, que chamamos de termos-chave.


Os motores funcionam como o mediador entre o vasto acervo de páginas indexadas e o grande público que demanda algum tipo de informação e/ou serviço. São responsáveis não apenas por disponibilizar conteúdos, mas por encontrar o melhor conteúdo para aquela demanda específica. É nessa jogada que o SEO entra.


Quando você faz uma busca no Google, por exemplo, o resultado é o que chamamos de SERP (Search Engine Results Page, ou Página de Resultados do Mecanismo de Busca). E existem práticas para aparecer em destaque na SERP. Uma delas é investir em campanhas pagas, como os famosos anúncios que são mostrados nas áreas de destaque da página; outra é usar artifícios chamativos (como imagens) para atrair cliques. Mas como, neste texto, estamos falando sobre resultados orgânicos e SEO, esse assunto fica para outro post. ;)


Enfim, na briga pelo seu lugar ao sol as empresas tornam-se mais agressivas para aparecer organicamente (isto é, sem pagar) nas primeiras colocações de resultados do buscador mais do mundo, o Google. Visto que a esmagadora maioria dos usuários da internet (tanto em dispositivos mobile quanto em PCs) não passa da primeira página de resultados (quer dizer, não clicam naqueles números que ficam lááá embaixo no Google), o SEO surge como um conjunto de práticas que tem o objetivo de destacar o seu site, blog, negócio etc. aos olhos dos consumidores famintos - e aqui os objetivos são basicamente aparecer entre os primeiros resultados da busca e chamar a atenção para conseguir o clique. Ou seja, temos que encantar o usuário para fazer ele entrar no seu site.


É preciso entender alguns fatores que são muito importantes para tornar seu negócio relevante para o Google, e esses fatores são divididos em duas categorias principais: on e off-page.


On-page: são estratégias desenvolvidas internamente para as páginas do seu site, como melhoria de conteúdo, utilização de palavras-chaves relevantes para seu negócio, otimização de imagens, tags, title (o título da página), meta description (a descrição da página), sites mobile-friendly (que se adaptam a celulares, por exemplo) etc.

Um bom texto tem bastante impacto na estratégia de SEO. Assuntos relacionados ao seu negócio, textos de leitura fluida e fácil, boa apresentação de seus produtos, que agucem a vontade do consumidor, tudo isso conta. Vale ressaltar que conteúdos exclusivos ganham pontos a mais: o Google abomina textos duplicados.


Quem acha que uma imagem fala mais que mil palavras está parcialmente correto: mesmo que imagens atrativas sejam excelentes para atrair a clientela, nomear as imagens por termos-chave antes de colocá-las no seu site é importante para a leitura do Google. É essencial prestar atenção na tag alt das imagens: ela é basicamente a descrição em texto do que está contido na foto ou arte. Ainda sobre imagens, é preferível utilizar imagens leves (o Google recomenda o formato WebP), para evitar que o site demore muito para ser aberto: é o que chamamos de tempo de carregamento da página, que também é um fator importante de ranqueamento.


URLs amigáveis ajudam seu site a “fazer o requisito” para o Google. Uma URL amigável é aquela que seja de fácil leitura e contenha termos estratégicos.

Title e meta description são os chamarizes para seu site. São eles que vão aparecer na página de resultados do Google, portanto devem ser atraentes e de cara mostrarem a que vieram. Deve existir um bom senso quando se trata de quantidade de caracteres. O ideal é não reduzir o texto a ponto de ele não passar a mensagem, nem escrever algo tão grande que acabe sendo cortado por reticências.


Robots.txt e sitemaps.xml são arquivos importantes para uma boa estratégia de SEO e que ficam armazenados na raiz do site. Um tem a função de orientar ao Google as diretrizes para indexação das páginas do seu site, já o outro funciona para indicar ao Google as páginas que existem no seu site.


Agora vamos aos fatores off-page: são estratégias que trazem tráfego proveniente de outros sites e domínios da internet. É bem legal que sites de domínio relevante tenham links que levem para o site do seu negócio. Existe uma relação entre quantidade de links e autoridade de domínio: a força de um domínio vale mais do que quantidade de menções. Por exemplo, se seu site tiver 100 menções, mas o domínio for malicioso, esse tanto de links apontando para você não servirá para nada.


Ainda que estas práticas mencionadas acima sejam comuns para termos um resultado melhor na busca orgânica do Google, SEO não se trata apenas de agradar o buscador A, B ou C (mesmo que seja por meio deles que cheguemos até os clientes). Trata-se também de levar um conteúdo de qualidade e bem segmentado (se quiser saber mais sobre isso, confere este texto sobre como criar uma voz para sua marca), ter uma estrutura limpinha e títulos chamativos para que seu site atraia cada vez mais usuários e, em um segundo momento, esses mesmos usuários fiquem satisfeitos ao te dar o benefício do clique.


Ficou com alguma dúvida? Pode mandar que a gente responde!


* Pedro Figueiredo faz parte da equipe de SEO da Nossa MINI Agência e é bibliotecário em formação pela UNIRIO. Além disso, atua em pesquisa acadêmica na área de organização do conhecimento, também na UNIRIO.

ATENDIMENTO: +55 21 98366-4826

©2020 by NMAdigital